Currículos e Entrevistas em Tempos de Pandemia

A pandemia e o isolamento social pela COVID-19 gerou encerramento de diversos negócios e consequentemente aumentou o desemprego, neste momento nos deparamos com novas tecnologias para atividades que eram totalmente presenciais, tais como: aulas, ginástica e apresentações em geral.

A tecnologia também auxiliou o candidato e o futuro empregador a criarem um meio para que se encontrem em algum momento, a partir de coisas comuns entre ambos.

A três décadas atrás era comum o envio de currículos pelos correios, surgindo posterior o hábito de envio por e-mail e na contemporaneidade o envio através de plataformas específicas que auxiliam na recolocação do indivíduo.

Como efeito da pandemia e somente após a reabertura das empresas e a permissão dos municípios para operação é que foi possível voltar a buscar talentos e para não expor o candidato, a primeira fase de conhecimento pode ser feita através de plataformas como o Google Meet, Zoom, Microsoft Teams e outros. Estas plataformas permitem a conversa e entrevista pessoal, aplicação de testes e algum tipo de dinâmica em grupo.

Em tempos de pandemia é necessário avaliar se os objetivos da empresa estão alinhados aos objetivos do candidato para que a relação seja de amor e não de ódio.

  • Para facilitar a análise do currículo, recomendamos que não ultrapasse de 2 páginas, mais que isso a leitura fica cansativa e o selecionador pode perder o foco.
  • Coloque em seu currículo aquelas experiências que realmente façam diferença para a vaga que você busca.
  • Não utilize para cargo desejado: à disposição da empresa ou ainda colocando 3 ou quatro posições, o ideal é deixar por área, como por exemplo Área Administrativa.
Facebook Comments
×

Olá!

Você também pode entrar em contato conosco pelo nosso e-mail: contato@qmax.com.br

×